Vai ver tem algo que você precisa aprender

0

Saia da posição de “invejoso” e vá para posição de “aprendiz” com a modelagem

Se você não está tendo os resultados que gostaria de ter, é porque ainda não aprendeu alguma coisa que é fundamental aprender para tê-los.

Simples assim.

Tudo que a gente faz com maestria se torna uma competência. Nossas competências são divididas em dois grandes grupos: técnicas ou comportamentais. Nossos currículos estão repletos de competências técnicas e é claro que elas são fundamentais na nossa atuação profissional, mas é com as competências comportamentais que podemos nos destacar, mostrando um diferencial de grande valor no ambiente organizacional e por aonde quer que estivermos.

Mas como desenvolver competências comportamentais? Existem várias formas. Neste artigo, vou falar brevemente sobre uma forma que eu adoro: a modelagem. Você deve conhecer várias pessoas que você admira. Pense nessas pessoas e reflita o que exatamente você admira nelas.

É o modo de falar? É o sorriso? É a elegância? Seja específico. Depois de reparar o que é que você mais gosta nesta pessoa, repare em como ela faz isso que você gosta; repare nos detalhes.

A modelagem é nada mais que uma observação profunda de características que te chamam a atenção nos outros e que você acredita que seriam úteis adotá-las na sua vida. Sendo assim, todo o mundo que você admira pode servir como “modelo” para que você desenvolva competências que queira desenvolver. Esse é um ótimo exercício para sair da posição do “invejoso” para a posição do “aprendiz”.

Eu me modelo com muitas pessoas. Um dos meus hobbies favoritos é assistir programas de entrevista e palestras. Em dias de estudo passo horas no Youtube assistindo entrevistas e TED Talks de pessoas que admiro. Não reparo somente no conteúdo do que eles tem para dizer, reparo também na forma como eles dizem o que querem dizer. Fico atenta na introdução da palestra, no movimento das mãos que as pessoas fazem enquanto falam, nas pausas entre uma pergunta e a resposta, na respiração da pessoa, na forma política de responderem alguma pergunta polêmica, enfim… cada vez mais sinto que aguço minha sensibilidade para isso.

Todos os dias podemos ter aulas magníficas com as pessoas ao nosso redor, basta estar atento e absorver o que você acredita ser útil para a sua vida.

Administre melhor seu tempo

Ferramenta de Coaching inclusa!

O tempo é o recurso mais democrático do mundo. Todos nós, exceto o Itaú, temos 24 horas por dia para fazer o que tem que ser feito. Sendo assim, fica até estranho dizer “administrar o tempo”. Na verdade estamos falando aqui sobre sua capacidade de administrar suas ações no tempo.

Saber administrar suas ações no tempo é importante não somente porque “tempo é dinheiro” ou porque você será uma pessoa muito mais organizada e eficiente no trabalho. Ser um bom administrador de ações também permite que você tenha a oportunidade de fazer tudo aquilo que realmente gosta de fazer e que talvez esteja deixando de fazer por não saber se organizar.

Como seria se nas próximas semanas você fosse muito mais organizado para cumprir os prazos e finalizar os projetos que precisa finalizar? Vamos organizar sua rotina? Então pegue uma folha de papel em branco e caneta.

Primeiro

Sua cabeça deve estar cheia de pensamentos querendo te lembrar sobre tudo aquilo que você deve fazer. Tire esses pensamentos da sua cabeça e escreva todos no papel. Escreva todas as atividades rotineiras ou pontuais que você terá que desempenhar durante as próximas semanas. Todas mesmo. Ótimo! Agora quem deve te lembrar de tudo isso é essa folha de papel, seu cérebro pode e deve ser utilizado para coisas mais importantes.

Segundo passo
image21

Sem olhar para essa lista, se pergunte: qual é o seu projeto ou plano mais importante? Qual é a sua prioridade no momento? E porque esse projeto, ou plano são importantes para você? O que a realização disso irá lhe trazer de benefício? Escreva isso lá no topo da lista. Suas prioridades sempre devem guiar suas ações.

Terceiro

Leia todas as tarefas que você escreveu e agora com base nas suas prioridades classifique as tarefas da sua lista em:


A) Alto Impacto: Atividades de grande importância, altamente relacionadas com seu objetivo, e que, se feitas, trarão um grande resultado.

B) Médio Impacto: São tarefas urgentes, mas exercem média ou pouca influência para realização do seu objetivo principal.

C) Baixo Impacto: Não possuem grande importância, não são urgentes e não estão relacionadas com seu objetivo principal.

D) Delegáveis: Será que ninguém pode fazer isso por você? Quanto tempo te sobraria se você pudesse delegar umas coisinhas para alguém?

E) Elimináveis: Pratique o desapego. O que você faz em sua vida que lhe traz conforto mas não tem impacto positivo nenhum para realização do seu objetivo? Não estou dizendo que você deva eliminar o conforto da sua vida – esse item é mais pra aqueles que realmente tem sérios problemas em ser pessoas mais pró-ativas.

Garanto que se você se habituar a fazer esse exercício toda vez que começar a se sentir afogado em suas tarefas, conseguirá fazer tudo com muito mais eficiência e qualidade de vida.
 Um bom planejamento no início ou no final da semana podem fazer milagres em sua rotina. Faça bom proveito!

Share.

About Author

Leave A Reply